Empreendendo: Como abrir uma cafeteria
Diana Morgado | novembro 17, 2016

Cafeteria, também conhecido como Café, é um estabelecimento com as mesmas características de um bar mas para a apreciação do café. Do ponto de vista cultural, as cafeterias desempenham um importante papel social, pois são locais em que as pessoas se encontram para conversar, ler ou relaxar após alguma refeição.

Por isso, podemos afirmar que ter uma cafeteria é um bom início como Startup. Elas são relativamente simples, podem ser uma boa fonte de renda e agregam experiência empresarial. O empreendedor possui a opção de abrir do zero ou escolher uma franquia de cafeteria. Alguns exemplos são: Café do Ponto, Grão Expresso, Fran’s Café, Rei do Mate ou Casa do Pão de Queijo. Veja no site Guia de Franquias alguns valores importantes que precisam ser considerados na hora de escolher qual cafeteria você gostaria de investir.

Outro ponto positivo pode ser o contato direto com clientes. Isso pode ser muito gratificante como empreendedor, especialmente para aqueles que deixaram para trás um trabalho dentro do escritório para começar uma aventura no mundo do empreendedorismo.

Pois bem, para descobrir qual tipo de cafeteria encaixa melhor com o seu perfil ou o quanto você está disposto a investir, vamos analisar os prós e contras de franquias e cafeterias próprias.

 

Desafios de uma franquia

Primeiro e acima de tudo: dinheiro, capital, investimento. As franquias de cafés exigem da sua parte um investimento substancial. Além dos investimentos normais como espaço, equipamento interior e funcionários, as franquias geralmente exigem que você tenha uma certa quantia de dinheiro como garantia, além das taxas gerais. Essas taxas podem vir em muitas formas, como uma porcentagem de receita, bem como taxas de branding (marca).

Ao lado do dinheiro, o nível de padronização é o que mais preocupa os empresários, quando pensam em abrir franquias. Normalmente existem diversas regras para processos internos e isso é feito para que a franquia garanta um nível de qualidade igual entre todas as lojas. Por outro lado, isso limita o empreendedor na hora de projetar e inovar. Por isso, a ideia de abrir uma franquia pode ser mais interessante para quem não tem interesse em ter que utilizar a criatividade para se diferenciar.

Outro desafio é o fato de que as franquias geralmente têm fornecedores já estabelecidos que deverão ser utilizados. Novamente, isso é feito para garantir qualidade e padronizar. Mas também significa que, se você tiver um fornecedor local, que poderia comprar os mesmos itens mais barato e mais fresco, não será possível.

 

Interessante: Saiba o porquê é necessário escrever um plano de negócios para abrir uma franquia.

Desafios de abrir uma cafeteria própria.

Nem todos que decidem abrir sua própria cafeteria são realmente do ramo ou treinados. Aliás, essa é uma indústria com uma alta porcentagem de empreendedores iniciantes e semi-treinados. Se você tiver sorte, já ocupou um cargo nesse mercado e possui mais experiência. Isso, pelo menos, irá lhe dar o conhecimento básico, pois será necessário aprender detalhadamente como abrir uma cafeteria – começando do plano de negócios!

Você tem que sempre ter em mente o que seus clientes estão esperando de uma boa cafeteria, em seguida, colocar a sua própria visão que fará você se destacar das outras cafeterias. Depois de ter projetado sua loja você terá que passar para um desafio ainda maior: O cardápio. As cafeterias concorrentes têm um menu fixo já testado e comprovado. Você terá que partir do zero. Para ter uma ideia: após escolher o local da sua loja, verifique qual o público-alvo e o que as lojas ao redor oferecem. Essa será a base do cardápio para dar início no que já é aceitado pelo público local. Depois é só dar asas à imaginação e inovar!

Seu cardápio e sua cafeteria estão prontas. Agora você precisa dos ingredientes para realmente criar os pratos e bebidas do seu menu. Você precisará encontrar um fornecedor. Dependendo da sua região e da sua infraestrutura, pode haver um grande número de opções para escolher. Para garantir que você não terá dor de cabeça, pesquise todos os preços X qualidade. Se você tiver contatos com outros proprietários de cafeterias, peça ajuda e indicações.

Agora vem a parte complicada um pouco mais complicada. Enquanto o franqueado trabalhará com uma marca existente, você ainda é desconhecido. Será necessário trabalhar no marketing e publicidade, atrair clientes, construir uma reputação e chamar a atenção.

Em relação ao investimento, não citamos especificamente pois depende de muitos fatores. É recomendado trabalhar com um planejamento financeiro completo para ter certeza que é possível seguir em frente com o empreendimento.

 

Interessante: No SmartBusinessPlan temos um exemplo de plano de negócios de cafeteria para sua inspiração!

 

Vantagens de uma franquia

  1. Marca e mercado conhecidos, marketing garantido.
  2. Cardápio pronto, provado e comprovado.
  3. Fornecedores já estabelecidos.
  4. Contato e ajuda com outros franqueados e com a empresa principal.
  5. Qualidade padronizada.

 

 Vantagens de uma cafeteria própria

  1. Liberdade para projetar a cafeteria, inovar e oferecer um serviço de acordo com a sua ideia.
  2. Você é dono do local.
  3. A escolha de fornecedores é livre.
  4. Não é necessário pagar taxas externas a outra empresa – a receita é sua.
  5. Você é independente e a sua marca também.

 

Conclusão

Depois de tudo isso a resposta para “o que é melhor” ainda é: Depende. Depende do seu desejo de liberdade criativa. A resposta para isso só você pode dar. Ambos os modelos têm certamente muitos prós e contras, apontamos apenas alguns dos principais. Escolha o caminho que mais se encaixa a você e seus clientes.

Diana Morgado
Sobre o autor: Diana lidera o time de internacionalização do SmartBusinessPlan, a ferramenta que ajuda no sucesso de todos e em qualquer lugar do mundo. Dê uma olhada e teste agora seu plano de negócios.

Artigos relacionados

Que tal começar a escrever seu Plano de Negócios?
Teste SmartBusinessPlan hoje, grátis! Isso mesmo, sem custos.