Comércio on-line: a indústria em expansão para os empreendedores
Diana Morgado | abril 30, 2015

Nós pesquisamos on-line, marcamos um encontro online, pagamos nossas contas pelo banco pelo portal online, fazemos diversas atividades que agora são pela internet. Principalmente e ainda mais frequente, fazemos nossas compras online – desde roupas a comidas.

Start-ups nesta área são, portanto, promissoras. Se considerarmos as barreiras, custos e esforço, esse tipo de mercado é relativamente mais simples ou oferecem opções mais tangíveis. O empreendedor poderá trabalha de casa, por exemplo, e dependendo do produto conseguir um bom mercado. Mas não descartamos o fato de que é necessário arregaçar as mangas quando o assunto é construir e manter um bom website. Sem dúvidas, vender um produto na internet pode ser mais rápido mas se posicionar e se diferenciar dianta da concorrência, pode ser tão difícil quanto o mercado tradicional.

Vantagens para o cliente no comércio online

A indústria, porém, também traz riscos: Sabemos que apenas uma em 10 startups no comércio on-line tende a crescer. O risco para as pequenas empresas varejistas online é que eles acabam copiando o mesmo modelo de um comércio já existente e bem sucedido. Porém, deve-se notar que as grandes empresas tendem a ter mais mão de obra, um capital elevado e uma maior rede de vendas.

Ultimamente os empresários no comércio online estão encontrando dificuldade na hora de oferecer algo que o cliente realmente esteja procurando. Por isso, é importante se questionar na hora que for abrir uma loja online:

  • Que problema irei solucionar para o meu cliente?
  • Qual será meu diferencial?
  • Como posso atrair clientes para utilizar o meu produto e serviço ao contrário de utilizar de grandes redes de varejo?

Quais são as condições ao fundar um comércio on-line?

Aqui, como em todos os lugares, Startups cometem erros comuns que é necessário aprender para não repetir.

  • É sempre bom conhecer alguém da área ou que possa ajudar, por exemplo, na participação de investimentos e na programação de teste do serviço antes de levá-lo ao cliente.
  • Sempre ter em mente que parceiros bem escolhidos são essenciais, especialmente no início.
  • Caso haja uma equipe, essa deve ser configurada de maneira clara, e com as expectativas sempre bem definidas.

É comum estarmos familiarizados com modelos de negócios online que deram certo, porém, muitos fundadores de sites online de vendas substimam, por exemplo, o desafio logístico que vem junto com o negócio, como: armazenagem, remessa ou entrega. Todos estes afetam diretamente na qualidade do produto e na satisfação do cliente.

O plano de negócios nesse momento entra como um importante ator, para que todo o planejamento desde o financeiro até a análise correta de mercado seja feita, para não ter surpresas negativas. Uma outra maneira de prevenção ou de conseguir vantagem na hora de iniciar uma loja online é estudar os modelos dnegócios de grandes fornecedores de produtos e serviços (que podem ser seus concorrentes), e aprender, mas não copiar –  como a Amazon e o Ebay.

Em nossa ferramenta você pode encontrar tanto o comércio online alimentício (Solvino), como de produtos inovativos (Heimplanet – barraca inflável), cujo canal principal de distribuição são as lojas online. A partir deles, é possível encontrar dicas e se informar melhor sobre os obstáculos, pontos positivos e o que é necessário prestar atenção na hora de fazer um plano de negócios quando for entrar nesse mercado.

Diana Morgado
Sobre o autor: Diana lidera o time de internacionalização do SmartBusinessPlan, a ferramenta que ajuda no sucesso de todos e em qualquer lugar do mundo. Dê uma olhada e teste agora seu plano de negócios.

Artigos relacionados

Que tal começar a escrever seu Plano de Negócios?
Teste SmartBusinessPlan hoje, grátis! Isso mesmo, sem custos.