Um guia para desenvolver seu primeiro aplicativo para celular
Diana Morgado | setembro 22, 2016

Por que  desenvolver um aplicativo móvel?

Para aproveitar a onda tecnológica de aplicativos para smartphones, ou para resolver um problema que você se deparou? A resposta poderá determinar se seu aplicativo será bem-sucedido ou não.

Apresentaremos um “guia básico” de como construir e comercializar seus aplicativos móveis. Lembre-se que é importante adaptá-lo às suas estratégias e adotar o que funcionar melhor para o seu negócio.

Passo 1: Obter uma ideia ou resolver um problema.

Se você já tem uma ideia para o seu app, poderá seguir para a segunda etapa. Se não, continue por aqui. Você gostaria de desenvolver um aplicativo, mas não sabe como?  O que você realmente precisa são de problemas ou oportunidades de inovação de algo que já existe.

Quando você olha ao seu redor, cada produto e serviço que você usa foi criado para resolver um problema. Você queria ir mais rápido de um lugar para outro, você tem um carro. Você queria saber qual a opção mais rápida para chegar de um lugar para outro, você tem um aplicativo que calcula exatamente a rota versus o meio de transporte.

Então olhe para os problemas na vida diária e liste cada um deles. Uma vez que você tem a lista, comece a pensar em como você poderá resolvê-los e liste o que faz mais sentido. Não somente isso, pense em algum tipo de atividade que possui espaço para inovação, uma que facilitará um processo.

Passo 2: Identificar a necessidade.

Validar a ideia é necessário para provar que existe uma demanda para seu aplicativo. Você pode validar sua ideia utilizando ferramentas de planejamento de keyword – Google keyword planner – para verificar a quantidade de pessoas que estão procurando por palavras que as levarão ao seu aplicativo.

Por exemplo, se eu digitar no Google: Comparar preços. O primeiro resultado será do Buscapé. Quando seu aplicativo estiver pronto, isso é o que você precisará “lutar” para conseguir – estratégia de marketing e SEO!

Passo 3: Criar o fluxo e as características.

brinquedo

Com a validação da ideia do seu aplicativo, significa que você tem algo que as pessoas possuem interesse em utilizar ou comprar. Agora, inicia a fase de planejamento sobre o seu produto, como por exemplo, fazer um plano de negócios e criar uma meta e seguí-la.

Ao colocar sua ideia no papel, lembre-se de colocar cada detalhe. Incluir o fluxo de como o usuário navegará pelo seu aplicativo, bem como todas as possíveis características. Isso auxiliará na compreensão e no desenvolvimento de acordo com as expectativas.

Passo 4: Remover recursos non-core.

A partir do fluxo e características documentados, verifique se há algum recurso que você pode remover na fase inicial. Ofereça apenas o valor central de sua ideia de aplicativo.

Evite desenvolver recursos na primeira versão que são “bom ter” mas que sempre podem ser adicionados posteriormente com uma atualização. Isso ajudará a manter os custos iniciais de desenvolvimento mais baixo e, assim, ajudá-lo a entrar mais rapidamente no mercado.

Passo 5: Colocar o design em primeiro lugar.

webdesign

No mundo dos milhões de aplicativos é importante considerar aquela velha frase “a primeira impressão é a que fica”. Lógico que a usabilidade do aplicativo, tecnologia e outros detalhes também são extremamente importantes, mas o design é o que levará o usuário a experimentar o aplicativo.

Passo 6: Contratar um designer / programador.

Procure uma empresa de desenvolvimento que tenha um grande talento em design e uma equipe de desenvolvimento sólida. Caso você seja o programador, procure assistência de profissionais da área que possam oferecer feedback ou auxiliar em detalhes ainda desconhecidos por você.

Passo 7: Estar presente nas lojas de aplicativos.

computador

Registre-se e tenha acesso em lojas de aplicativos. O Android do Google cobra US$ 25 por ano e Apple cobra US$ 99 por ano. Você tem a opção de se registrar como pessoa física ou jurídica.

Passo 8: Integrar Analytics.

O Google Analytics auxilia no controle de downloads, na interação e conversão do seu aplicativo. É possível analisar tudo gratuitamente e ter controle das estatísticas do seu aplicativo.

Passo 9: Obter feedback de forma rápida.

Uma vez online nas lojas de aplicativos, fique de olho nos feedbacks dos usuários. Melhorias e mudanças devem ser constantes para otimizar o uso do aplicativo.

Passo 10: Introduzir recursos.

Você construiu uma versão com recursos limitados. Agora é a hora de avaliar e introduzir outras funções que talvez foram deixadas de lado na versão inicial.

Introduza os recursos que já obtiveram requisitos de usuários ou inove.

Importante:

Estes passos não são sacrossantos, mas sim uma orientação para o desenvolvimento eficaz de aplicativos. Uma vez pronto para começar, é necessário saber, portanto, que construir um aplicativo móvel é a parte mais fácil. Conquistar os primeiros clientes e ter um bom ranking nas lojas de aplicativo é onde mora o desafio!

Dica: Tenha acesso ao nosso exemplo completo de App de celular.

Diana Morgado
Sobre o autor: Diana lidera o time de internacionalização do SmartBusinessPlan, a ferramenta que ajuda no sucesso de todos e em qualquer lugar do mundo. Dê uma olhada e teste agora seu plano de negócios.

Artigos relacionados

Que tal começar a escrever seu Plano de Negócios?
Teste SmartBusinessPlan hoje, grátis! Isso mesmo, sem custos.